Ele poderia viajar, comprar um sítio ou passar as tardes em casa com seus netos, mas o senhor Edi Luiz Deitos decidiu seguir um caminho diferente: aposentar e empreender.

O resultado foi que, aos 77 anos, o empresário faturou 52 milhões de reais com sua fábrica de congelados no Rio Grande do Sul — e ele não está sozinho nessa!

De acordo com o Sebrae, em 8 anos o número de empreendedores entre 55 e 64 anos deu um salto de 4,9% em 2007 para 8,4% em 2015.

Devido às vantagens de empreender após a aposentadoria, não é difícil entender esse aumento significativo. Para você que ainda está em dúvida, elencamos 10 razões para aposentar e empreender. Confira quais são elas!

1. Experiência no mercado é fundamental para aposentar e empreender

Após diversos anos de atuação no mercado, o aposentado tem uma probabilidade muito maior de obter sucesso na área do que um jovem com pouca ou nenhuma experiência.

O senhor Edi, por exemplo, trabalhou durante 33 anos como diretor em uma empresa frigorífica, ou seja, conhecia a fundo os processos e principais problemas de uma empresa de congelados. Com isso, conseguia lidar de maneira muito mais ágil com os momentos de tensão do negócio e crises do mercado.

2. Rede de contatos sólida após a aposentadoria

Durante a sua carreira, você não apenas conheceu os processos do seu trabalho, mas também as pessoas necessárias para fazer isso acontecer.

Enquanto jovem, o empresário precisa explorar o mercado sozinho e buscar indicações de fornecedores, parceiros e potenciais clientes. Ao mesmo tempo, provavelmente um aposentado ostenta uma volumosa lista de contatos com os principais players do mercado no qual deseja empreender.

Não se engane: isso fará a diferença e pode colocar você na dianteira com relação aos iniciantes.

3. Resiliência e tolerância a erros

Junto com os cabelos brancos, surge uma capacidade maior de se adaptar e resolver problemas. Quem já passou por tantas crises, governos e momentos de tensão nos negócios e na geopolítica global tende a se impressionar menos com turbulências nos negócios.

Enquanto o mercado inteiro arranca os cabelos, o empreendedor aposentado toca seu empreendimento com firmeza, ciente de que aquele é só um momento ruim, e que, mais do que nunca, é preciso preparar a empresa para resistir a ele e retomar o crescimento após a crise.

4. Renda fixa da aposentadoria e outros rendimentos

Outra grande vantagem do empreendedorismo na terceira idade consiste em uma dependência menor dos lucros do novo negócio.

Afinal, por menor que sejam os valores da aposentadoria e dos demais rendimentos que você construiu ao longo da vida, você pode contar com eles para se sustentar enquanto o novo negócio não atingir o lucro.

Mesmo em momentos de crise e redução do faturamento, você poderá segurar as retiradas para garantir a saúde financeira do seu negócio sem prejudicar sua qualidade de vida e a da sua família.

5. Possibilidade de retomar sonhos engavetados

O empreendedorismo na terceira idade é uma possibilidade para retomar projetos de vida engavetados pela falta de tempo ou pela insegurança de largar um emprego estável.

A aposentadoria é o momento ideal para desenterrar esses planos e tirá-los do papel. Comece a revisar as gavetas da sua memória, pois provavelmente existe algo perdido que esperava só a aposentadoria para que você tivesse condições financeiras para realizar.

6. Disponibilidade de tempo para administrar o negócio

Além de tudo, na aposentadoria a falta de tempo tende a ser um problema cada vez menor, visto que não há mais chefes para cobrar ou projetos para entregar. São 8 horas a mais todos os dias para se dedicar à família e, por que não, empreender.

Com todo foco no seu novo empreendimento, as possibilidades de sucesso são muito maiores do que se você tivesse começado quando ainda tinha que dividir seu tempo com outro trabalho.

7. Gratificação e engajamento social

Não tem muito a ver com a idade, mas a possibilidade de empreender é quase sempre um motivo de grande satisfação para quem toma a iniciativa.

Afinal, isso quase sempre acarreta na geração de empregos direta ou indiretamente por meio de fornecedores e parceiros, além da mudança na vida dos clientes impactados pelos seus produtos e serviços.

8. Retorno financeiro do novo empreendimento

Claro que esse ponto não podia ficar de fora. Você tende a receber um valor considerável pelo seu esforço em uma idade em que a maioria das pessoas dispensa o trabalho. No caso do senhor Edi, citado no início do artigo, foram 52 milhões!

Pode até ser que você não construa um negócio tão grande, mas de qualquer maneira, o lucro da nova empresa é um capital interessante para auxiliar a família e financiar alguns luxos na terceira idade.

9. Redução do capital mínimo para empreender

Existe ainda uma mudança de mercado que favorece quem deseja empreender mas tem pouco ou nenhum dinheiro. Abrir um negócio nunca foi tão barato! Existem franquias, por exemplo, com um custo inicial a partir de 5 mil reais.

Além disso, a depender da sua ideia, é possível conseguir facilmente dinheiro para financiá-la com microcréditos ou financiamento coletivo.

10. Melhoria na saúde e na expectativa de vida

Por fim, mas também muito importante para a escolha de tantos aposentados em empreender, é importante mencionar que a expectativa de vida está cada vez mais alta.

Ao contrário do que acontecia 30 ou 40 anos atrás, hoje os trabalhadores chegam no momento da aposentadoria cada vez mais saudáveis e fortes.

A evolução da medicina e a ascensão de hábitos saudáveis fizeram dos 60 os novos 40, e os avanços não param por aí.

Com tanto tempo pela frente, é natural que os novos aposentados vejam a previdência não mais como um fim, mas um novo começo, com possibilidades de grandes realizações.

Após apresentar todas essas vantagens, provavelmente você, que ainda receava sobre a possibilidade de aposentar e empreender, já está mais seguro e confiante para tocar seus sonhos e abrir o próprio negócio, certo?

Para continuar recebendo outros textos como este, siga-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook e no LinkedIn!