A terceira idade é uma fase da vida que, geralmente, está vinculada a vulnerabilidades e doenças. No entanto, com o passar dos anos, fatores como o avanço da medicina, o seu aprimoramento e o aumento de informações a respeito de maneiras eficazes de cuidar da saúde possibilitam manter ou melhorar a qualidade de vida do idoso.

Corpo e mente sãos, certamente, são o ideal para os que estão na melhor idade aproveitarem a vida plenamente. Sendo assim, neste post, traremos quatro dicas que ajudarão você a alcançar esse objetivo mediante hábitos saudáveis que trarão a tão desejada disposição e independência. Confira!

Como melhorar a qualidade de vida do idoso

1. Pratique exercícios físicos

A prática regular de exercícios físicos é fundamental, ainda mais para os que estão em idade avançada. Trata-se de um hábito que proporciona excelentes ganhos, como benefícios cardiovasculares, manutenção ou ganho de massa muscular, controle das taxas glicêmicas e triglicérides, além de fazer bem para a saúde mental, reduzindo ansiedade, estresse e ajudando a prevenir a depressão.

Atividades como corridas leves ou moderadas, musculação, natação, dança de salão, entre outras, podem auxiliar o idoso a atingir o objetivo de manter a saúde física e mental dentro do ideal. Vale destacar a importância de ir ao médico antes de iniciar essas práticas e ter um acompanhamento profissional durante os exercícios físicos.

2. Alimente-se de forma saudável

Um grande aliado dos exercícios físicos é a alimentação saudável. Ter uma dieta balanceada e rica em nutrientes fará com que o idoso controle a sua massa corpórea e se previna da obesidade e de outras doenças, o que facilitará as práticas do seu dia a dia. Prefira alimentos leves nas refeições, como frutas, verduras, legumes e fontes de proteínas de baixo teor calórico, e beba bastante líquido. Além disso, é conveniente controlar o consumo, porque o equilíbrio alimentar traz melhores resultados.

3. Mantenha a mente ativa

Junto aos cuidados a favor do corpo saudável, é necessário ter consciência da relevância de conservar a mente ativa. O estímulo cerebral é fundamental para preservar o seu funcionamento regular; ademais, é essencial no que diz respeito à manutenção e aquisição de mais conhecimento.

Para ajudá-lo a obter esse benefício, o idoso deve ter o hábito de ler, incluir na rotina jogos da memória, fazer bom uso da Internet, buscando conteúdos úteis, aprender novas habilidades, como tocar um instrumento musical, danças, artesanato ou, até mesmo, ingressando no empreendedorismo.

4. Interaja socialmente

Evitar o isolamento social é fundamental, pois, assim, afasta a incidência de demência, depressão, entre outros problemas. Preserve o bom e contínuo convívio com familiares e amigos, busque atividades em grupo, faça trabalhos voluntários etc. Essas práticas proporcionarão estímulos mentais e equilíbrio psicológico, além de bem-estar e alegria de viver. São elementos que facilitam a adaptação a essa fase da vida.

Esperamos ter ajudado você a obter informações a respeito de como manter a qualidade de vida do idoso, mediante atividades que estimulam corpo e mente, além do consumo saudável de alimentos. Aproveite e assine a nossa newsletter para ficar por dentro das novidades!